Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

the veggieana

conversas com a ana que nasceu veggie

the veggieana

conversas com a ana que nasceu veggie

Cookies de Aveia

12233511_10201283625289901_848561530_n.jpg

 

A inspiração para estas bolachas veio do Instragram da Juliana Moraco e para variar, fiz umas alterações à receita original.

 

Ingredientes:

1xc de aveia em flocos

1xc de côco ralado

2 colheres de sopa de melado de cana

1xc de farinha de arroz (ou outra)

2cs de óleo de côco

1cc fermento

1 cs de sementes de linhaça moida com água (em substituição do evo)

algum sumo de limão e raspas

 

 Misturar tudo, fazer forminhas, levar ao forno 10min ou 15 e quando tirarem, tentem não comer tudo quente! :D

Do primeiro leite vegetal e as cookies (para acompanhar!)

Fiz o meu primeiro leite vegetal!!! EHHHHHHHH!
E aproveitei o resíduo destas para fazer umas bolachinhas simples mas saborosas e SAUDÁVEIS *-*

 

Para o Leite Vegetal (ou bebida vegetal, como quiserem chamar):

1 chávena de amêndoas (podia ser amendoins,  cajus, avelãs, ect...)

2 chávenas de água (pode ser mais, se quiserem menos intenso)

 

Devem deixar os frutos secos demolho durante 6h ou 8h e rescartar essa água. Depois é só juntar os frutos e a água e bater tudo com a varinha mágica (se quiserem podem usar um processador ou liquidificador). Quando parecer tudo triturado é so coar o leite. O mais simples (e barato) é usar uma meia de vidro (NOVA, minha gente!); não se esqueçam de espremer bem o residuo, para aproveitar o leite (e quanto mais seco estiver o resíduo, melhor é para as bolachas). 

Deve ser guardado no frigorífico e só deve durar uns 2 dias (pois não leva conservantes). Podem adoçar com geleia de arroz, melaço de cana, ect...

 

Cookies 

O problema aqui é que fiz tudo a olho; por isso é ir provando...

Ao resíduo juntei, um bocadinho de bicabornato de sódio e de sal; umas duas colheres de sopa de óleo de coco e de geleia de arroz, uma de sumo de limão e alguma raspa do mesmo. Misturei e amassei tudo com as mão, fazer bolachinhas e colocar num tabuleiro para ir ao forno e ir vendo.

 

20151115_211844.jpg

 

Da tarte de Abóbora

Se o Dióspiro é o Deus da estação, a Abóbora é a Deusa!
E que bela Deusa! Algumas Abóboras davam quadros perfeitos!

Mas então que aparece uma tarte. Esta tarte é a junção de duas receitas de duas pessoas diferentes.
A base é do Blog My Integralis e o recheio é do Blog Compassionate Cuisine.

20151114_172819.jpg

12226972_10201263345022907_4490611824059921447_n.j

 

 

 

Para a Base: 

250g de farinha de centeio integral
70g de açúcar mascavado
2 colheres de sopa de sementes de linhaça
1 colher de chá de canela
1/4 colher de chá de gengibre em pó
125ml de leite de amêndoa 
70ml de gordura liquida (azeite virgem extra, óleo, óleo de coco ect)

 

Preaquece-se o forno a 220ºC.

Mistura-se todos os ingredientes secos numa tigela grande. Acrescenta-se o leite e o azeite.

Estende-se a massa numa base com farinha, e estica-se a massa até ficar um pouco maior que a forma. Quando se coloca nesta, faz-se alguns buracos na base com um garfo e précozinha-se a massa por 7 minutos.

 

Para o Recheio

1 chávena de bebida de soja (eu usei de amendoa)
3 colheres de sopa de amido de milho
¼ chávena (60ml) de xarope de arroz (ou outro adoçante, como maple syrup)
1 chávena de purê de abóbora
1 colher de sopa de óleo de coco
1 colher de chá de extrato de baunilha
1 colher de chá de canela
1/8 colher de chá de sal

 

Numa panela pequena, misture a bebida vegetal e amido de milho, e mexa até que ficar bem misturado, sem grumos. Aqueça a panela em lume baixo, e junte o adoçante. Mexa continuamente até que a mistura começar a engrossar. Desligue o lume, e misture o purê de abóbora, óleo de coco, baunilha, canela e sal. Prove e ajuste a doçura do recheio.

Retire a base do forno e espalhe o recheio de abóbora. Leve ao forno cerca de 10 minutos até a superfície do recheio ficar consistente.

Retire do forno, deixe arrefecer, e leve ao frigorífico cerca de 8-12 horas para que a tarte fique completamente firme e consistente.

 

Do brownie com segredo

Neste fim-de-semana, deparei-me com uma receita de um brownie com aspecto delicioso e obviamente: Vegan; este encerrava em si, um segredo - que irei manter até à aparição da receita!

Este brownie precisa de forno (os brownies que costumo fazer são crus); mas não precisa de gordura, farinha, ovos, leite e açúcar tradicional! E ainda tem uma dose de proteina saudável e livre de crueldade.

 

Mas, como nem tudo é um mar de rosas, ao adaptar a receita para esta levar tamaras em vez de açúcar tradicional, o bolo não adoçou. Mas qual drama qual quê! Descobri que fica uma delicia com compota de frutos vermelhos (sem açucar e biológica) e com Dióspiro, o Deus da estação!

20151111_094200.jpg

20151111_142615.jpg

 

 

 

A receita original encontra-se no  Blog Dicas da Oski (que tem muitas outras receitas deliciosas!!)

 

Ingredientes (para uma forma pequena que rende 6 brownies, podem dobrar a receita):

 

 - Uma chávena e meia de Feijão Preto cozido, bem escorrido  (e não venham com tretas, porque não fica a saber a feijão)

 - 120 ml de leite de coco

 - 4 Colheres de sopa de cacau puro

 - 4 Colheres de sopa de açúcar de coco (podem trocar por tâmaras, por exemplo)

 - 1/3 de colher de sopa de canela em pó

 - 50 gr de tabelete de chocolate negro

 

Receita:

 

1 - Numa liquidificadora ou processador de alimentos, juntar o feijão e o leite de coco, e bater até formar uma mistura o mais homogénea possível.

2 - Adicionar ao preparado o cacau em pó, a canela e o açúcar de coco. Voltar a misturar tudo. Ajustar as quantidades de cacau e de açúcar, se necessário.

3 - Deitar o preparado na forma de forno que vão utilizar (quando a mistura estiver na forma, não deve ficar mais alta do que +-5 cm). Se a vossa forma tiver a tendência de agarrar coloquem papel vegetal a forrar a forma

4 - Polvilhar com bocados de tablete de chocolate partida.

5 - Levar o preparado ao forno pré-aquecido a  180º, durante cerca de 45 minutos/ 1 hora.

6 - Desliguem o forno, deixem a porta fechada e deixem arrefecer os brownies completamente dentro do forno. Este passo é muito importante, pois estes brownies só solidificam quando arrefecem, já depois do forno desligado. Quando arrefecerem completamente, estão prontos a serem devorados!