Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

the veggieana

conversas com a ana que nasceu veggie

the veggieana

conversas com a ana que nasceu veggie

A panqueca dos Deuses

Desde que deixei de comer ovos, que deixei de comer panquecas; coisa que comia todos os dias ao pequeno-almoço.

Não sei, mas mesmo seguindo as receitas que via, com fotos lindas de Torres de Panquecas gordas e suculentas, as minhas não saim iguais e muito menos saborosas. Ficavam muito, mas muito estranhas!
Hoje, tive um momento de lucidez na cozinha! E atirei-me à aveia <3

Foi a melhor panqueca que comi no último ano (sem exagero) e soube-me tão, mas tão bem!

 

20160909_183841.jpg

 

 

Ingredientes:

1 ovo de linhaça (uma colher de sopa de linhaça moída na hora com três colheres de sopa de água)
3 colheres de sopa de farinha de aveia (ou outra farinha integral)
2 colheres de sopa de flocos de aveia
1 colheres de sopa de coco ralado
água ou leite vegetal qb
1 colher de sobremesa de açúcar de coco (opcional)

 

 

Misturar todos os ingredientes secos e depois juntar o liquido aos poucos; a massa nao deve ficar liquida como a massa de bolos, mas sim, mais pesada.
Colocar óleo de coco numa frigideira (ou outra gordura), verter a massa e ir virando a panqueca gorda e deliciosa! 

 

Quinoa Cor-de-Rosa

E para matar as saudades do Blog, deixo-vos uma receita de rápida execução, deliciosa, de bom aspecto e muito saudável! Uma autêntica bomba de Ferro (e proteína, cof cof)!

13461306_10201986890471091_2085306761_o.jpg

 

Ingredientes:

1 chávena de quinoa demolhada 

2 chávenas de água

1/2 chávena de beterraba ralada

1/2 chávena de ervilhas congeladas

sal, salsa e sementes a gosto

 

 

Lave bem a quinoa e deixe demolho durante 12h. Volte a lavar bem e coza no dobro da água em lume brando, com sal. 

Após 15min, acrescente as ervilhas, a beterraba e , se necessário, acrescente mais um pouco de água.

Deixe cozer entre 5 a 10min.

Ao servir, decore com salsa, sementes a gosto e sumo de limão, para potencializar a absorção de Vitamina C.

 

 

Cookies de Aveia

12233511_10201283625289901_848561530_n.jpg

 

A inspiração para estas bolachas veio do Instragram da Juliana Moraco e para variar, fiz umas alterações à receita original.

 

Ingredientes:

1xc de aveia em flocos

1xc de côco ralado

2 colheres de sopa de melado de cana

1xc de farinha de arroz (ou outra)

2cs de óleo de côco

1cc fermento

1 cs de sementes de linhaça moida com água (em substituição do evo)

algum sumo de limão e raspas

 

 Misturar tudo, fazer forminhas, levar ao forno 10min ou 15 e quando tirarem, tentem não comer tudo quente! :D

Do primeiro leite vegetal e as cookies (para acompanhar!)

Fiz o meu primeiro leite vegetal!!! EHHHHHHHH!
E aproveitei o resíduo destas para fazer umas bolachinhas simples mas saborosas e SAUDÁVEIS *-*

 

Para o Leite Vegetal (ou bebida vegetal, como quiserem chamar):

1 chávena de amêndoas (podia ser amendoins,  cajus, avelãs, ect...)

2 chávenas de água (pode ser mais, se quiserem menos intenso)

 

Devem deixar os frutos secos demolho durante 6h ou 8h e rescartar essa água. Depois é só juntar os frutos e a água e bater tudo com a varinha mágica (se quiserem podem usar um processador ou liquidificador). Quando parecer tudo triturado é so coar o leite. O mais simples (e barato) é usar uma meia de vidro (NOVA, minha gente!); não se esqueçam de espremer bem o residuo, para aproveitar o leite (e quanto mais seco estiver o resíduo, melhor é para as bolachas). 

Deve ser guardado no frigorífico e só deve durar uns 2 dias (pois não leva conservantes). Podem adoçar com geleia de arroz, melaço de cana, ect...

 

Cookies 

O problema aqui é que fiz tudo a olho; por isso é ir provando...

Ao resíduo juntei, um bocadinho de bicabornato de sódio e de sal; umas duas colheres de sopa de óleo de coco e de geleia de arroz, uma de sumo de limão e alguma raspa do mesmo. Misturei e amassei tudo com as mão, fazer bolachinhas e colocar num tabuleiro para ir ao forno e ir vendo.

 

20151115_211844.jpg

 

Da tarte de Abóbora

Se o Dióspiro é o Deus da estação, a Abóbora é a Deusa!
E que bela Deusa! Algumas Abóboras davam quadros perfeitos!

Mas então que aparece uma tarte. Esta tarte é a junção de duas receitas de duas pessoas diferentes.
A base é do Blog My Integralis e o recheio é do Blog Compassionate Cuisine.

20151114_172819.jpg

12226972_10201263345022907_4490611824059921447_n.j

 

 

 

Para a Base: 

250g de farinha de centeio integral
70g de açúcar mascavado
2 colheres de sopa de sementes de linhaça
1 colher de chá de canela
1/4 colher de chá de gengibre em pó
125ml de leite de amêndoa 
70ml de gordura liquida (azeite virgem extra, óleo, óleo de coco ect)

 

Preaquece-se o forno a 220ºC.

Mistura-se todos os ingredientes secos numa tigela grande. Acrescenta-se o leite e o azeite.

Estende-se a massa numa base com farinha, e estica-se a massa até ficar um pouco maior que a forma. Quando se coloca nesta, faz-se alguns buracos na base com um garfo e précozinha-se a massa por 7 minutos.

 

Para o Recheio

1 chávena de bebida de soja (eu usei de amendoa)
3 colheres de sopa de amido de milho
¼ chávena (60ml) de xarope de arroz (ou outro adoçante, como maple syrup)
1 chávena de purê de abóbora
1 colher de sopa de óleo de coco
1 colher de chá de extrato de baunilha
1 colher de chá de canela
1/8 colher de chá de sal

 

Numa panela pequena, misture a bebida vegetal e amido de milho, e mexa até que ficar bem misturado, sem grumos. Aqueça a panela em lume baixo, e junte o adoçante. Mexa continuamente até que a mistura começar a engrossar. Desligue o lume, e misture o purê de abóbora, óleo de coco, baunilha, canela e sal. Prove e ajuste a doçura do recheio.

Retire a base do forno e espalhe o recheio de abóbora. Leve ao forno cerca de 10 minutos até a superfície do recheio ficar consistente.

Retire do forno, deixe arrefecer, e leve ao frigorífico cerca de 8-12 horas para que a tarte fique completamente firme e consistente.

 

Do brownie com segredo

Neste fim-de-semana, deparei-me com uma receita de um brownie com aspecto delicioso e obviamente: Vegan; este encerrava em si, um segredo - que irei manter até à aparição da receita!

Este brownie precisa de forno (os brownies que costumo fazer são crus); mas não precisa de gordura, farinha, ovos, leite e açúcar tradicional! E ainda tem uma dose de proteina saudável e livre de crueldade.

 

Mas, como nem tudo é um mar de rosas, ao adaptar a receita para esta levar tamaras em vez de açúcar tradicional, o bolo não adoçou. Mas qual drama qual quê! Descobri que fica uma delicia com compota de frutos vermelhos (sem açucar e biológica) e com Dióspiro, o Deus da estação!

20151111_094200.jpg

20151111_142615.jpg

 

 

 

A receita original encontra-se no  Blog Dicas da Oski (que tem muitas outras receitas deliciosas!!)

 

Ingredientes (para uma forma pequena que rende 6 brownies, podem dobrar a receita):

 

 - Uma chávena e meia de Feijão Preto cozido, bem escorrido  (e não venham com tretas, porque não fica a saber a feijão)

 - 120 ml de leite de coco

 - 4 Colheres de sopa de cacau puro

 - 4 Colheres de sopa de açúcar de coco (podem trocar por tâmaras, por exemplo)

 - 1/3 de colher de sopa de canela em pó

 - 50 gr de tabelete de chocolate negro

 

Receita:

 

1 - Numa liquidificadora ou processador de alimentos, juntar o feijão e o leite de coco, e bater até formar uma mistura o mais homogénea possível.

2 - Adicionar ao preparado o cacau em pó, a canela e o açúcar de coco. Voltar a misturar tudo. Ajustar as quantidades de cacau e de açúcar, se necessário.

3 - Deitar o preparado na forma de forno que vão utilizar (quando a mistura estiver na forma, não deve ficar mais alta do que +-5 cm). Se a vossa forma tiver a tendência de agarrar coloquem papel vegetal a forrar a forma

4 - Polvilhar com bocados de tablete de chocolate partida.

5 - Levar o preparado ao forno pré-aquecido a  180º, durante cerca de 45 minutos/ 1 hora.

6 - Desliguem o forno, deixem a porta fechada e deixem arrefecer os brownies completamente dentro do forno. Este passo é muito importante, pois estes brownies só solidificam quando arrefecem, já depois do forno desligado. Quando arrefecerem completamente, estão prontos a serem devorados!

Hamburguer de Lentilhas

Eu detesto lentilhas.
Não fui habituada a comê-las o que penso que não ajuda; contudo, sei que devo comê-las e esta é a unica maneira que consigo. A receita foi-me dada à uns meses por uma menina no grupo de Facebok "Crescer Vegetariano"; são deliciosos, juro!!

 

 

Hamburguer de lentinhas

2chav de lentinhas cozidas bem escorridas
1chav flocos de aveia
1 cebola pequena picada
1 alho picado
sal, pimenta, salsa, ect

esmagar as lentilhas; acrescentar os outros ingredientes e misturar bem. formar hamburgueres e alourar num fio de azeite.

 

Eu costumo fazer o dobro, e congelo a maior parte, para dias SOS

 

os cosméticos: o que parece bem, mas é bem mau

“A pele constitui o maior órgão do corpo humano. É um tecido vivo, que respira, que nos defende das agressões externas e absorve mais de metade do que nela colocamos, entrando na nossa circulação sanguínea. Os químicos sintéticos utilizados na maioria dos cosméticos, ao serem absorvidos, não são reconhecidos pelo nosso organismo. São substâncias com constituições químicas que o nosso corpo considera como desconhecidas, tratando-as como “estranhas”. O organismo vai, então, tentar eliminá-las, sobrecarregando os órgãos que desempenham esta função, como é o caso do fígado e dos rins. No entanto, estudos científicos comprovam que muitas destas substâncias permanecem no organismo, intoxicando-o, provocando distúrbios químicos e efeitos mutagénicos.” 

- http://macroexotic.com/

 

Eu estava muito inspirada para escrever um texto magnífico sobre o assunto; e enquanto procurava a lista dos TAIS ingredientes, encontrei este vídeo que é tipo wow. Penso que não é necessário dizer mais nada.

Um dia, falarei de alternativas caseiras aos produtos industrializados, por agora, fica aqui a lista!

imagem da macro-exotic

 

EDITADO a 27/09/2015:
 encontrei ontem este artigo que complementa esta informação.

Desintoxicar

Porquê desintoxicar?

Hoje em dia, está muito na moda os sumos Detox, as dietas Detox e mais detox para aqui e para acolá.

Há quem faça planos detox SUPER exigentes, de uma semana e os leve à risca. No livro "Cozinhar com o Coração" de Rita Sambado, diz o seguite sobre o assunto:

a desintoxicação é "dar ao organismo um descanso e uma oportunidade para se restabelecer no seu equilibrio. Um detox permite limpar não só o nosso corpo fisico como as nossas faculdades mentais e emocionais! Todos os dias vamos acumulando toxinas e sobrecarregando a nossa vida de diversas formas. As toxinas entram no nosso corpo não só através da comida que comemos (excesso de gorduras ou aditivos) ou da água que bebemos, mas também através dos cremes que usamos - hei-de falar sobre este assunto um dia -, do ar que respiramos ou mesmo dos nossos próprios pensamentos. Ao desintoxicar estamos a limpar o organismo de toxinas que, de outra forma, permaneceriam, acabando por causar doenças. Estamos também a melhorar a capacidade de absorção de nutrientes, tendo isto um reflexo directo e visível, por exemplo, na pele. Assim, não só melhoramos a nossa saude como aumentamos o nosso nível de energia."

 

Contudo, há muitas formas de desintoxicar!
Há quem faça o jejum (assunto sobre o qual não tenho conhecimento), há quem faça planos de sumos detox durante 1 semana, 3 dias ou apenas um dia (já li bastante sobre o assunto mas nunca experimentei, apesar de andar ansiosa por experimentar o plano de um dia: durante esse dia só se ingere os sumos(de fruta e vegetais) e alguns alimentos MUITO leves; e há quem apenas vá ingerindo alimentos e combinações detox ao longo do dia ou em dias após exageros.

Essas combinações passam por um simples copo de àgua morna com gotas de limão em jejum ao acordar: uma bebida alcalina que ajudará a limpar o sistema digestivo); um shot de spirulina ou spirulina com clorela (e pode ainda juntar o sumo de limão). Tomar um smothie de frutas e vegetais de manhã também ajudará, pois estará a dar ao nosso corpo uma bomba de vitaminas para o acordar. Após uma noite em ambientes fechados, com muito fumo de tabaco (ect.!) chá de raiz de lótus, ajudará a expelir as toxinas dos pulmões.

 

Segundo, o livro "Cozinhar com o Coração", já mencionado acima, existem alimentos que por si só facilitam o processo de desintoxicação natural do organismo.

Entre eles estão:

Algas - limpam sobretudo os metais pesados, ajudam o metabolismo dos lípidos e mantendo um equilíbriob saudável dos fermentos digestivos e da flora intestinal.

Sementes e frutos secos:

 - sementes de sésamo - ajudam no funcionamento do figado enquanto libertador de toxinas sobretudo do álcool.

- castanha-do-pará - optima para eliminar o mercúrio do nosso corpo.

Beterraba - antioxidante, anti-inflamatório e contém: magnésio, ferro, zinco e cálcio!

Cebola  e alho - ajudam a desintoxicar o figado.

Mangericão - e antibacteriano, antioxidante e protege o figado.

Chá verde - super conhecido! Mas atenção que contém cafeina!

Limões, laranjas e limas - vitamina C optima para desintoxicar!

Figos - excelente purificador do sangue.

Açaí, Ananás, maçã.

Folhas verdes, aipo, rebentos de bróculos, alcachofras.

Canela

Gengibre - anti-inflamatório! 

 

Isto tudo, porque depois de uma noite de festa, toda a gente sente no corpo o efeito das tóxinas; por isso, 'bora desintoxicar!

Capturar.JPG